segunda-feira, 15 de julho de 2013

GUIA DE MANTIMENTOS PARA EVENTOS


Muitas pessoas nos perguntam sobre os comes e bebes ideais para levar ao picnic. Esse é um post rápido que visa esclarecer algumas duvidas, mas incentivamos que cada conviva faça sua pesquisa, procure receitas históricas e use a criatividade. Lembre-se que a apresentação das comidas é muito importante, ou seja, não basta comprar um pacote de bolo industrializado e leva-lo ao evento, no mínimo você deve retirar esse bolo da embalagem moderna e coloca-lo em um utensílio adequado a proposta do evento.
Portanto, não se esqueça de ver também o post sobre os utensílios: GUIA DE UTENSÍLIOS



Primeiramente, é bom lembrar que nosso picnic é longo, logo, é prudente levar o suficiente para passar o dia. Mas é importante evitar o desperdício, leve o suficiente para saciar sua fome. Se quiser levar uma quantia maior para dividir com outros convivas, ótimo. Mas lembre-se do zelo e educação de recolher as sobras e o lixo.

A palavra piquenique resulta da junção do verbos piquer (pegar) e do substantivo nique (coisa sem importância), sendo assim, um picnic é composto de pequenas coisas que podem ser comidas com as mãos sem o auxilio de pratos e talheres. Não há exatamente uma regra, mas deve-se levar alimentos que se consomem frios e que sobre a toalha sejam colocadas diversas pequenas coisas apetitosas e passíveis de serem combinadas como pães, queijos, presuntos, patês...

Algumas opções:

FRUTAS
Todas são bem vindas. Você pode dispô-las em uma travessa, cristaleira ou na própria toalha.


APERITIVOS 
Sementes oleaginosas (castanhas, nozes, avelãs etc), queijos diversos, azeitonas etc.

SALGADOS

Tortas diversas, croissants, baguetes, pão italiano, torradas... são muitas opções!
E os sanduíches, apesar da associação com os modernos fast foods, tem origem no seculo XVIII (leia aqui) e podem ser recheados com frios, patês ou geléias.

DOCES
Também são várias opções. Desde bolos grandes até pequenos quitutes.

Caso optar por comprar algum bolo, pudim ou outro doce já pronto, procure retirar os rótulos e embalagens previamente para dar-lhe um caráter mais histórico.
Evite bolos muito confeitados e recheados se o tempo estiver quente e/ou se não houver como transporta-lo com segurança. 

BISCOITOS
Também são bem-vindos. Mas prefira os clássicos, como as rosquinhas ou waffles.
Procure coloca-los em alguma travessa ou prato, descartando a embalagem e os rótulos previamente.

BEBIDAS
Água dispensa comentários. É vida, faz bem e (ainda) é de fácil acesso. Sucos também são uma boa pedida.
Como bebidas alcoólicas são proibidas no evento, os sucos são um bom disfarce. O suco de uva se passa por vinho e o de limão pode se passar por Absinto. 

Réplica de Absinto.

Obviamente, os naturais, feitos em casa, são mais saudáveis. Lembre-se de traze-los na jarra ou garrafa de vidro, evitando o plástico e os rótulos, como já citamos no post dos utensílios.
Se optar por refrigerante, lembre-se de previamente transferir o conteúdo da garrafa pet para uma jarra ou garrafa adequada. 

CURIOSIDADES:
- Catarina de Médici adorava sorvete e o introduziu na França quando se casou com Henrique II.

- Na época da Renascença, as claras de ovos eram usadas para engomar roupas e purificar vinhos, o que fazia sobrar muitas gemas. As freiras dos conventos portugueses tiveram a idéia de criar doces com as gemas, assim nasceram doces como: papo de anjo, quindim, pastel de Santa Clara, ambrosia, bolo pão de ló e queijadinha.

- Nas bodas de prata do conde D'Eu e da Princesa Isabel foram servidos, entre outras coisas, peru com a brasileiríssima farofa e de sobremesa bolo de mandioca.

- Na última festa do Império, o baile da Ilha Fiscal, foram ceadas iguarias da culinária francesa junto com pratos tropicais como caju, bananas, pães, risoles e sorvetes de frutas.

- No Brasil colonial, as escravas quituteiras incorporaram caju e goiabada nas receitas portuguesas.

- A coxinha é um quitute vitoriano e tipicamente brasileiro (História da Coxinha).

QUITUTES HISTÓRICOS
Para instigar a curiosidade, alguns exemplos de quitutes históricos: 
Macarons, mortadela, empanada, churros, madalenas, polenta, colomba pascal, tiramissu, panettonne, suflê, fondue, crepe, omelete, maionese, quiche, mousse, tartelettes, profiteroles, doce de leite, frutas cristalizadas, mel, arroz doce, pettit fours.
Claro, que existem muitos outros exemplos, por isso, incentivamos a pesquisa para a imersão em um evento revivalista ficar ainda mais completa.

Site (em inglês) que funciona como um livro de receitas históricas:
http://cookit.e2bn.org/historycookbook/


Bom apetite! 


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...